La saeta rubia-Alfredo Di Stéfano - o Pelé Argentino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

La saeta rubia-Alfredo Di Stéfano - o Pelé Argentino

Mensagem  Alfie em 2008-06-04, 12:35 am



Alfredo Di Stéfano (Buenos Aires, 4 de Julho de 1926) é um ex-futebolista argentino, que, além de ter jogado pelo país natal, jogou também pela Colômbia e pela Espanha.

Di Stéfano foi um jogador brilhante, um dos melhores de todos os tempos. É o presidente honorário do Real Madrid.

Carreira
Sua carreira começou no River Plate, da Argentina, em 1943. Disputou sua primeira partida oficial em 15 de Julho de 1945, contra o Huracán na qual marcou um gol aos 15 segundos, por muito tempo o mais rápido da história do Futebol Argentino.

No ano seguinte foi emprestado ao mesmo Huracán para ser "lapidado". Por seu desempenho brilhante foi chamado de volta ao River Plate faltando 6 rodadas para o término do campeonato nacional. Em 1947, Di Stefano ganha o campeonato nacional com o River, sendo considerado melhor jogador, além de artilheiro do torneio.

Participa da Copa América de 1947, na qual é o grande destaque da competição, e o artilheiro da Argentina, sendo o principal responsável pelo títiulo de seu pais. Ele ganhou seis campeonatos nos primeiros doze anos de sua carreira na Argentina e Colômbia antes de se mudar para juntar-se ao Real Madrid, que o levou passando sobre o Barcelona. Apesar de a Associação Espanhola ter decidido que os dois clubes deveriam dividir Di Stéfano, o Barça recusou, e ele se tornou parte de um dos mais bem sucedidos times de todos os tempos, ganhando cinco Copa dos Campeões em seqüência com o Real Madrid e marcando gols em cada final.

Di Stéfano é sem dúvida um dos maiores jogadores a nunca ter dado o ar da graça em uma Copa do Mundo. Nas eliminatórias para o mundial de 1958, ele, já naturalizado espanhol, foi eliminado com seu time pela Escócia; a Espanha classificou-se para a Copa de 1962 e Di Stéfano foi convocado, mas, devido a uma lesão, só poderia atuar no mundial a partir da segunda fase - acabou perdendo a chance devido à eliminação prematura da Furia na fase de grupos. Depois da decepção de ter perdido a chance de jogar uma Copa, Di Stéfano transferiu-se para o Espanyol e lá jogou até sua aposentadoria, aos quarenta anos de idade.

Após ter pendurado as chuteiras, ele passou a ser treinador. Di Stéfano treinou, o Valencia ganhando a Copa do Rei em 1979, mas levou o Real Madrid ao vice-campeonato em cinco torneios em 1983, perdendo o título do espanhol no último dia e sendo derrotado em quatro finais de copa.

Di Stéfano é atualmente o terceiro maior artilheiro na história da primeira divisão da Espanha, com 228 gols em 329 partidas, atrás de Hugo Sánchez (234 gols) e Telmo Zarra (251). Di Stéfano também é o maior artilheiro pelo Real Madrid do campeonato espanhol, com 216 gols em 282 partidas.


Prêmios
Ballon d'or: 1957 e 1959
Prêmios do Jubileu da UEFA

Artilharias
Campeonato Argentino: 1947
Campeonato Colombiano: 1951 e 1952
Campeonato Espanhol: 1954, 1956, 1957, 1958 e 1959

Títulos
River Plate
Campeonato Argentino: 1945 e 1947
Millonarios
Pequena Taça do Mundo: 1953
Campeonato Colombiano: 1949, 1951, 1952 e 1953
Copa da Colômbia: 1953
Real Madrid
Copa Intercontinental: 1960
Copa dos Campeões: 1956, 1957, 1958, 1959 e 1960
Pequena Taça do Mundo: 1956
Copa Latina: 1955 e 1957
Campeonato Espanhol: 1954, 1955, 1957, 1958, 1961, 1962, 1963 e 1964
Copa do Rei: 1962
Argentina
Copa América: 1947

_________________
CDN Madeira Clube de Campeões.
avatar
Alfie
Admin
Admin

Masculino Número de Mensagens : 301
Idade : 37
Data de inscrição : 22/04/2008

Ver perfil do usuário http://cdn-madeira.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum